sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Invictus

Out of the night that covers me,
Black as the pit from pole to pole,
I thank whatever gods may be
For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance
I have not winced nor cried aloud.
Under the bludgeonings of chance
My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears
Looms but the Horror of the shade,
And yet the menace of the years
Finds and shall find me unafraid.

It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll,
I am the master of my fate:
I am the captain of my soul.

William Ernest Henley
(1849–1903)

3 comentários:

jraulcaires disse...

Um Clint Eastwood é Sempre um Clint Eastwood... Excelente

Oriente Antigo disse...

Gostava de saber o que e que isto - o filme - tem a ver com o liceu?

Francisco B T disse...

Olá Paula Veiga

Eu vi o filme "Invictus" e, de certa maneira, acho que tem imenso a ver com o Liceu e com as nossas vidas.
Nelson Mandela agarrou num país em guerra (a nossa puberdade) e, através do rugby (as nossas vidas, guerras, copos, loucuras - o Liceu)) construiu um país onde a harmonia deu lugar à violência.

Acho que de uma forma leve e ligeira, também conseguimos encontrar esses momentos dentro de nós.

E, por último, acho que tudo serve para nos reencontrar. Sempre que alguém deixa aqui qualquer coisa, está a tocar todo o universo de leitores. E isso é muito bom!

Bom din de semana